Prefeitura da Serra vai poder cadastrar empresa ficha limpa

A Prefeitura da Serra vai integrar nos próximos meses o Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas, administrado pela Controladoria-Geral da União
Prefeitura da Serra vai poder cadastrar empresa ficha limpa
TEXTO: Rafael Ferraz   FOTO: Bianca Nascimento

A Prefeitura da Serra vai integrar nos próximos meses o Cadastro Nacional de Empresas Inidôneas, administrado pela Controladoria-Geral da União. O canal tem como objetivo reunir em um único local as informações das empresas que estão ou não estão aptas ou que sofreram algum tipo de punição por parte de órgãos públicos.

Os únicos que são permitidos a acessar o sistema e cadastrar empresas como idôneas ou não são os governos municipais, estaduais, distrital e federal. Tudo para que sejam preservados a imagem e os dados registrados das empresas. A Serra será o primeiro município da Grande Vitória a fazer parte desse cadastro, que tem entre os participantes os governos de Minas Gerais, Santa Catarina, além do Ministério Público da União.

Para a Controladora Geral da Serra, Magaly Nunes, essa é uma forma de evitar gastos desnecessários, tanto de tempo quanto de dinheiro. “A partir desse cadastro, podemos ver as empresas que nos darão algum tipo de problema. Ao constatar alguma sanção, o município pode desclassificar alguém”, completa.

Reestruturação

Integrar o cadastro de empresas inidôneas faz parte da reestruturação da Controladoria Geral do Município (CGM). No mês passado, a Prefeitura da Serra deu um passo importante na prevenção e combate à corrupção. A lei que cria a Subsecretaria de Combate à Corrupção foi sancionada pelo prefeito Audifax Barcelos.

Essa lei faz parte do projeto de reestruturação da CGM, que, entre outras coisas, inclui a criação da Diretoria de Gestão de Resultados.

Para isso, serão contratados 20 novos auditores de Controle Interno. Eles serão escolhidos por meio de concurso público, e vão atuar na área de fiscalização em auditoria, gestão de resultados, contas de governo, transparência de acesso à informação e no combate à corrupção.

“A prefeitura contratará ainda neste semestre a banca organizadora que realizará este concurso”, informou Magaly Nunes. A Serra é o primeiro município do Espírito Santo a realizar o Projeto de Fortalecimento e Reestruturação Organizacional do Controle Interno do Poder Executivo, em parceria com o Ministério Público do Espírito Santo (MPES). Por isso, servirá de modelo de funcionamento para as demais cidades.