Vale Gás Capixaba: mais de 800 famílias da Serra já podem retirar o benefício

Moradores cadastrados no CadÚnico devem consultar se foram contemplados pelo Governo do Estado

Vale Gás Capixaba: mais de 800 famílias da Serra já podem retirar o benefício


Texto: Djeisan Maria - Foto: Setades/Divulgação

Mais de 800 famílias serranas estão aptas a receber o benefício do Vale Gás. Os cartões que dão acesso ao benefício começaram a ser entregues nesta semana pela Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades).

Cada família receberá um valor de R$ 100, que será pago a cada dois meses a pessoas que estão em situação de extrema pobreza, sendo utilizado prioritariamente para comprar gás de cozinha.

No município, estão sendo disponibilizados quatro agências bancárias para retirada dos cartões, de acordo com o Número de Identificação Social (NIS) do beneficiário. Os pagamentos serão feitos nos meses de janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro.

Para ter acesso ao Vale Gás Capixaba, o responsável familiar deve atender os seguintes critérios: ser morador do Espírito Santo; estar cadastrado no Cadastro Único (com dados atualizados nos últimos 24 meses); ser beneficiário do Programa Bolsa Família e estar com o benefício liberado; ter renda familiar por pessoa igual ou inferior a R$ 218; ter, ao menos, uma criança com menos de 6 anos completos na família; não ser beneficiário do Programa Auxílio Gás dos Brasileiros.

Para saber se tem direito a esse benefício, o cidadão pode ir até o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da sua região. Outra opção é consultar o site da Secretaria de Estado do Trabalho e Ação Social (www.setades.es.gov.br) e acessar no menu a aba "Serviços e benefícios ao cidadão" e clicar em "Vale Gás Capixaba" e depois na lista. A busca deve ser feita com o número do NIS.

A secretária de Assistência Social, Cláudia Silva, destaca que não é necessário realizar nenhum cadastro para ter acesso ao benefício. “A seleção é feita pelo Governo do Estado com base no CadÚnico”, informa a secretária.