Descarte de Medicamentos

Sabe-se que os medicamentos são essenciais para resolver os males da saúde, porém quando a enfermidade passa, normalmente sobram comprimidos nas caixas, xaropes nos frascos e até ampolas de injetáveis. Geralmente esses medicamentos ficam armazenados nos armários até perderem a validade e então são descartados de modo incorreto ou então reutilizados por pacientes desatentos (PRADO, online, 2010). 

Assim, observa-se a necessidade de orientação a respeito do descarte correto para conscientização dos usuários. Os profissioanais de saúde devem estar atualizados para realizarem a orientação correta, de forma a reduzir o descarte inadequado.

Segundo a Resolução da Anvisa, no Art. 93 da RDC 44/09, fica permitido às farmácias  e  drogarias  participar  do  programa  de  coleta  de  medicamentos  vencidos  para descarte pela comunidade, tendo em vista a preservação da saúde pública e a manutenção da qualidade  do  meio  ambiente,  considerando  os  princípios  da  biossegurança  de  empregar medidas técnicas, administrativas e normativas para prevenir acidentes (BRASIL, 2009).

No âmbito municipal, sugerimos um fluxo a ser seguido e principalmente divulgado pelos meis de comunicação à população e aos profissionais de saúde.

 

  1. Recebimento

O paciente entrega os medicamentos na farmácia da unidade de saúde

 

  1. Acondicionamento

O funcionário acondiciona os medicamentos em uma caixa específica e identificada.

 

  1. Coleta e transporte

No dia préviamente agendado o caminhão do almoxarifado central da saúde recolhe as caixas

 

  1. Armazenamento

As caixas ficam separadas no almoxarifado central da saúde em local específico até o recolhimento pela empresa responsável

 

  1. Coleta e transporte final

A empresa recolhe os medicamentos dando a disposição final aos resíduos

Descarte de Medicamentos