Morador pode escolher serviços e obras nos bairros pela internet

Está no ar o site Planeja Serra - Cidade Inteligente, Humana e Sustentável, por meio do qual os moradores podem escolher o que consideram mais importante para o município
Morador pode escolher serviços e obras nos bairros pela internet
TEXTO: Dayane Freitas   FOTO: Divulgação

A população da Serra já pode contribuir com a prefeitura na indicação de melhorias para a cidade. Está no ar o site Planeja Serra - Cidade Inteligente, Humana e Sustentável, por meio do qual os moradores podem escolher o que consideram mais importante para o município. Após a votação, que estará disponível até o dia 1 de julho, as sugestões serão incorporadas ao Plano Plurianual (PPA) da cidade, que está em elaboração e será encaminhado para votação na Câmara Municipal em agosto.

Funciona assim: o cidadão deve acessar o site planeja.serra.es.gov.br. No primeiro passo, é preciso se identificar com nome, e-mail, data de nascimento, gênero, CPF e bairro.

No segundo passo, são disponibilizados 10 eixos (temas) de interesse da cidade, sendo que em cada um há opções de ações a serem desenvolvidas. O morador deve escolher até três ações, no total, entre os eixos. Abaixo das opções de cada eixo escolhido, é possível escrever um pequeno texto sugerindo uma ação mais específica, de acordo com o assunto.

Ao final, o cidadão deve conferir suas escolhas e confirmar, clicando no botão verde no fim do site. Ainda no final do site, é possível deixar sugestões que podem não ter sido abordadas na listagem.

A atividade é parte da construção do planejamento estratégico da Serra, que tem como foco ser “inteligente, humana e sustentável”. 

 

Confira os eixos e seus objetivos:

1 - Cidade acolhedora e protetiva

Fortalecer e aprimorar a continuidade dos serviços e benefícios já existentes na Assistência Social de Habitação, além de desenvolver estratégias a fim de garantir atendimento de qualidade a todas as famílias que necessitam desta política.

2- Cidade humana, integradora e plural

Implementar políticas sociais que deverão ser orientadas pela transversalidade dos Direitos Humanos, para que o acesso aos direitos civis, sociais e políticos considerem as múltiplas dimensões da pessoa humana; reconhecer e proteger os indivíduos nas suas diversidades, enfrentando o desafio de eliminar as discriminações étnico-raciais, etárias, de identidade de gênero, orientação sexual e de crenças religiosas, promovendo o acesso igualitário aos direitos fundamentais. A estas ações devem-se somar iniciativas de educação para os direitos humanos, formais ou não formais, como processo de sensibilização e formação de uma consciência crítica, contribuindo para uma transformação cultural.

3 - Cidade inovadora, criativa, trabalhadora e de oportunidades

Promover o desenvolvimento econômico sustentável da Serra a partir da agregação de valor, do incentivo às micro e pequenas empresas e da diversificação das atividades econômicas buscando dinamizar os diversos setores produtivos locais, possibilitando oportunidades de trabalho, negócios e geração de renda; estimular e promover ações em Ciência, Tecnologia e Inovação, viabilizando a implantação de empresas na área de CT&I para gerar o desenvolvimento econômico da Serra a partir da agregação de valores nos serviços e produtos; aumentar a quantidade e a qualidade dos serviços públicos online; e promover a conectividade das pessoas, dos serviços e das coisas.

 4. Cidade planejada, moderna, articulada e eficiente

Proporcionar melhorias diretas nas condições de vida e conforto de seus cidadãos, além de favorecer o desenvolvimento econômico do município ao disponibilizar um ambiente adequado para a implantação de novos empreendimentos. Ampliação e modernização da infraestrutura da cidade da Serra, através de intervenções promovidas na rede de iluminação pública, pavimentação, drenagem e edificações.

 5. Cidade das artes, da alegria e dos jogos

Reconhecer a cultura como um direito social básico, condição para o pleno exercício da democracia, reunindo as políticas públicas de cultura em todas as linguagens: música, literatura, dança, artes visuais, arquitetura, teatro e cinema. Reconhecer a diversidade cultural, respeitando a identidade social e cultural do Estado e o caminho já percorrido pelos programas culturais bem-sucedidos.

 6. Educação inovadora, criativa e moderna

Construir uma educação de qualidade, formadora de cidadãos comprometidos com uma vida social solidária e preparados para os desafios de uma sociedade cada vez mais de informação e conhecimento.

 7. Gestão pública moderna, participativa e inteligente

Garantir a participação da sociedade ampliando o diálogo social, a transparência da ação pública, a comunicação social, fortalecendo as instâncias gestoras locais, a governança e o planejamento territorial; fortalecer a cultura de planejamento e gestão do município, valorizando a ética no serviço público, a qualidade dos serviços prestados aos cidadãos, a intersetoralidade e transversalidade das políticas públicas.

 8. Segurança inteligente

A proteção do cidadão é um dos maiores desafios contemporâneos, e por isso as pesquisas de opinião pública trazem o tema da segurança pública como uma área emergente, ao lado de áreas tradicionalmente prioritárias como educação e saúde. Para responder a essa grande questão social, várias iniciativas já foram inicialmente desenvolvidas como a criação da Guarda Civil Municipal, a ampliação do sistema de videomonitoramento, a Criação da Lei de Bares e a criação do Plano Municipal de Segurança Pública Serra Atitudes da Paz.

 9. Vida saudável

Aprimorar e ampliar a rede de atendimento à população. A atenção básica caracteriza-se por um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrange a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a reabilitação, a redução de danos e a manutenção da saúde com o objetivo de desenvolver uma atenção integral que impacte na situação de saúde e autonomia das pessoas e nos determinantes e condicionantes de saúde das coletividades.

 10. Cidade da sustentabilidade econômica e ambiental

Construir sistemas inteligentes e colaborativos de monitoramento e fiscalização ambiental, incluindo as áreas de preservação (Apas) e as bacias hidrográficas, gerenciamento e destinação correta de resíduos sólidos na cidade, potencializando as ações sobre lançamentos irregulares de esgoto em redes pluviais, córregos, rios e lagoas e o descarte de resíduos sólidos em locais inadequados; implementar programa de desburocratização dos procedimentos administrativos, especialmente relacionados ao licenciamento ambiental para atividades de baixo risco, objetivando a regularização mais ágil de empreendimentos, favorecendo o desenvolvimento sustentável e incentivando a incorporação de tecnologias, visando agregação de valor aos produtos e implantação de técnicas e metodologias modernas para dinamizar a agricultura local, aumentando também a produtividade agrícola e descobrindo novas potencialidades.